ANÚNCIOS

Últimas Notícias

Mulher é violentada sexualmente em matagal

Edijorge Lima foi capturado no começo da tarde de ontem, por um estupro cometido em Maracanaú (Foto: Reprodução)
AddThis Sharing Buttons
Publicidade


Uma mulher, de aproximadamente 30 anos, foi vítima de estupro na tarde de ontem no bairro Conjunto Ceará, em Fortaleza. De acordo com a Polícia, a vítima saía do trabalho quando foi abordada pelo agressor.

O titular do 12º DP (Conjunto Ceará), delegado Pedro Viana, disse que a Polícia já possui informações que, em breve, podem levar à prisão do suspeito. Segundo o relato do delegado, há indicativos que levam ao entendimento que o crime possa ter sido premeditado.

"Chamou a atenção que, segundo a mulher, o agressor estava com um preservativo. Ela disse que tinha saído do trabalho e estava caminhando em direção ao bairro Genibaú, onde reside. Quando passou nas proximidades de um matagal, o agressor a agarrou pela mão, mandando fazer silêncio, e levou para o mato. Lá havia um local com plantas, arbustos maiores. Deitou-a no chão e a estuprou", disse.

Equipes da Polícia Civil foram ao local e, com base no depoimento da vítima, fizeram levantamentos e já teriam informações sobre quem seria o agressor. Conforme a mulher contou aos investigadores, o homem estava armado com uma tesoura. "Após consumar o ato, ele utilizou o objeto para cortar os cabelos da mulher", afirmou o titular do 12º DP.

Maracanaú

Já no bairro Pajuçara, em Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), um homem foi preso, por força de mandado de prisão, suspeito de ter invadido uma residência, furtado objetos da casa e violentado sexualmente uma estudante universitária de 19 anos.

Edijorge Luís Lima Vieira, 19, foi capturado na Rua José do Vale, no começo da tarde de ontem. Ele estava escondido na casa da mãe, e ainda tentou fugir, quando percebeu que equipes da Polícia Civil estavam no local. De acordo com o titular do 29ºDP (Pajuçara), Breno Fontenele, o homem conhecia a rotina da residência e invadiu a casa quando os pais da vítima estavam ausentes.

"Conforme o relato do pai da vítima, o agressor esteve no endereço por volta das 2h da madrugada, oferecendo celulares. O aposentado e a mulher, que trabalham na Ceasa, negaram comprar os produtos. Edijorge então pediu carona a eles até a feira, mas desceu no meio do caminho. Por volta das 6h, ele arrombou o portão da residência da família e invadiu a casa", detalhou Fontenele.

A estudante, que ainda dormia, foi acordada pelo suspeito, que portava uma faca. "Ele disse que se ela fizesse barulho, a mataria. Então mandou que ela deitasse e consumou o ato sexual forçado", disse.

Após o estupro, Edijorge furtou objetos da casa e fugiu. O crime aconteceu no último dia 23. No dia seguinte, ele foi capturado por populares, após furtar uma TV de outra casa. "Por ter sido preso em flagrante pelo furto, e não pelo estupro, acabou liberado pelo juiz", afirmou o delegado do 29º DP. Entretanto, na tarde de ontem, já com o mandado de prisão pelo estupro emitido, Edijorge foi capturado. O homem já responde por furto e receptação, em Itapipoca.

Fonte: Diário do Nordeste


Nenhum comentário