Últimas Notícias

terça-feira, 5 de julho de 2016

SANEAMENTO E TRATAMENTO DO PLANETA DAS ÁGUAS

SANEAMENTO E TRATAMENTO DE ESGOTOS

     Sabe-se que o saneamento básico é fundamental e de estratégico para o país, contudo, para a eficiência é necessário o tratamento dos esgotos, que é um dos grandes problemas que obstrui o desenvolvimento sustentável do Brasil.

     Nosso problema crônico referente a saneamento básico e tratamento de esgotos tem reflexos negativos na economia e na saúde pública.  Tem uma relação muito forte diretamente à perda da qualidade da água dos mananciais comprometendo ainda mais os efeitos da escassez hídrica.

O PLANETA DAS ÁGUAS

     A posição do sistema solar a Terra é único planeta em que água existe nas três fases: sólida, líquida e gasosa. A importância da água no estado liquido, pois, a vida tem início na água e esta mantém a vida na Terra. Devido suas propriedades físicas é regulador térmico, isto é, absorve calor sem que a temperatura seja altamente alterada.

     O todo ciclo de vida é influenciado pelas propriedades físicas e químicas de água. As mudanças globais afetam a distribuição das águas nos continentes. O aquecimento da atmosféricos aumenta a evaporação e diminui os estoques de água líquida.

O CICLO HIDROLÓGICO

     O movimento da água de subida e descida na atmosfera é de importância no papel da vegetação, por exemplo, a evapotranspiração que repõe para atmosfera (30% da água na atmosfera é proveniente da evapotranspiração da vegetação), fica evidenciado o papel fundamental as plantas no ciclo hidrológico. Hoje há uma preocupação mundial em projetos de “cidades verdes” para implantação de bosque urbanos, é importantíssimo na manutenção de umidade nas áreas urbanas. Segundo o cientista Ab’Saber: as florestas ripárias ou “florestas beiradeiras” têm um papel fundamental na regulação e manutenção de qualidade de água de rios e riachos. E também é por essa razão que os custos do tratamento de água de regiões protegidas por florestas é muito mais baixo (100 vezes menor) que o tratamento de água proveniente de mananciais degradados.

USOS MÚLTIPLOS

     Quando se ampliam os usos de água à medida que a economia dos países se diversificam através da produção de alimentos, de energia, abastecimento público, transporte e navegação, turismo, usos industriais.

     Os usos múltiplos são competitivos e além deles, as atividades humanas e o abastecimento público, há, ainda outro, pouco considerado na contabilidade geral sobre os volumes de água utilizados: é o volume necessário para manter os ecossistemas terrestres e aquáticos funcionando e para a sustentabilidade dos ciclos biogeoquímicos e biológicos.

     O crescimento da população humana que pode atinge 9 bilhões de pessoas por volta 2050. Em áreas urbanas e regiões metropolitanas, a pendência por grandes volumes de água e a produção resíduos sólidos e líquidos em larga escala aumentam a necessidade de medidas de conservação de mananciais, reuso de água, e tratamento de esgotos. Por outra, a nossa capacidade de inovação de tecnologias avançadas, esse esforço, mundialmente está sendo dirigido para diminuir a demanda e otimizar os usos múltiplos da água.

Antônio Rilmar Cavalcante

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Anúncio Google

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas