Últimas Notícias

terça-feira, 10 de maio de 2016

Estudo sugere que frangos podem estar “contaminados” com antibióticos que fazem você engordar!

Um estudo realizado pela King’s College London sugeriu que muitos dos alimentos que consumimos, especialmente frangos e carnes, podem estar “contaminados com baixos níveis de antibióticos” que auxiliam no ganho de gordura. Essa constatação foi feita pelo epidemiologista, Tim Spector, um especialista em nutrição e obesidade, com mais de 30 anos de experiência.



Não há sombras de dúvidas de que os antibióticos ajudaram a salvar milhões de vidas. Contudo, de acordo com Spector, a sua utilização pode explicar a atual epidemia de obesidade durante a infância, em que cerca de um terço das crianças, especialmente na Inglaterra, onde foi realizado o estudo, com idades entre 2 e 15 anos, já estão com sobrepeso ou obesas.



Em um experimento realizado pelo microbiólogo Dr. Martin Blaser, descobriu-se que os ratos alimentados com pequenas doses de antibióticos tiveram o dobro do ganho de peso e gordura corporal do que os ratos em uma dieta normal. Além disso, os pesquisadores constataram que os micróbios presentes nos intestinos dos roedores haviam sido alterados de forma significativa.



Acredita-se que, conforme relatado pelo Mail Online, a indústria de carne fazendo uso de antibióticos em animais, levou a estirpes resistentes de bactérias que podem ser transmitidas aos seres humanos através dos alimentos.



De alguns anos para cá, os cientistas descobriram que a adição de baixas doses contínuas de antibióticos para alimentação animal aumentou drasticamente as margens de crescimento e lucro das vendas. Só na Europa, cerca de 70% dos antibióticos produzidos são utilizados na produção animal. Nos Estados Unidos, esse número é de 80%.



Essas enormes quantidades de antibióticos na cadeia alimentar e no meio ambiente levam ao aumento da resistência microbiana, o que requer antibióticos cada vez mais fortes para os animais e, posteriormente, para nós seres humanos. E não é só a carne que é afetada, os peixes de criadouros também estão sujeitos a esse tipo de medicamento.



De acordo com Spector, devemos pensar em nossa “comunidade microbiana” como um jardim que deve ser cultivado e cuidado. Portanto, é essencial que adotemos uma dieta variada, com frutas e verduras para que, assim, possamos alimentar as bactérias saudáveis ​​do intestino. Contudo, sobre os antibióticos prescritos para tratar nossa saúde, ele aconselha que “só tomar os prescritos por médicos e somente quando absolutamente necessário”.


[ Daily Mail ] [ Foto: Reprodução / Pixabay ]

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Anúncio Google

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas