Últimas Notícias

08 outubro 2015

Mais da metade dos açudes estão com menos de 10% de suas capacidades

Oitenta e dois açudes cearenses estão com um volume de água inferior a 10% de suas capacidades. O número equivale a 53% dos 153 açudes do Estado. Os dados referem-se ao registrado às 10h14min da quarta-feira, 7, pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).

A bacia hidrográfica em pior situação é a de Banabuiú, onde, de 19 açudes, apenas um encontra-se com volume acima de 10% de sua capacidade — o açude Itapajé, que está com capacidade acima de 26,41%.

Conforme o mesmo levantamento, nove açudes no Estado estão secos. São eles: Forquilha II, em Tauá; Quincoé, em Acopiara; Pirabibu, em Quixeramobim; São José I, em Boa Viagem; Umari, em Madalena; Vieirão, Boa Viagem; Jerimum, em Irauçuba; São Domingos, em Caridade; São José III, em Ipaporanga.

Nessa terça-feira, 6, o Estado Ceará declarou situação "crítica de escassez dos recursos hídricos” em todos os municípios cearenses. A medida da Secretaria de Recursos Hídricos (SRH) pode fazer com que haja racionamento e até cobrança de multas pelo uso indevido de água, conforme o artigo nº 46 da Lei Federal do Saneamento Básico (nº 11.445/07).

A situação foi declarada levando-se em conta que o Ceará deve entrar em seu quinto ano de seca em 2016, quando o fenômeno El Niño tem 85% de chances de prejudicar a quadra chuvosa, conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Com isso, esta deve ser a maior seca do Estado desde 1979-1983.

Atualmente, 79,3% dos municípios do Ceará dependem de abastecimento via carros-pipa.

O POVO Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Anúncio Google

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas