Últimas Notícias

14 setembro 2015

Corte no Orçamento da União ameaça transposição do São Francisco

A transposição das águas do Rio São Francisco – maior obra hídrica do Governo Federal na Região Nordeste e que beneficia os Estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco, poderá ter recursos suspensos dentro do corte do Orçamento da União.

A redução de verbas nessa área gera preocupação entre governadores do Nordeste. O Governador Camilo Santana (PT) fez apelos e a presidente Dilma Roussef garantiu, em Brasília e, também, ao visitar a Região Metropolitana de Fortaleza, no mês de agosto, que a obra são sofreria atraso.

O Ceará, um dos estados beneficiados com a transposição, sofre há quatro anos com o baixo volume de chuvas, o que tem provocado a falta de água para o abastecimento da população. A Transposição do São Francisco seria o único caminho para garantir o abastecimento de água de, pelo menos, 300 cidades do Nordeste.

O Governo Federal quer reduzir, em pelo menos, R$ 20 bilhões as despesas previstas para 2016 e, além de corte nos recursos da transposição do São Francisco, entram, também, na mira da tesoura do Palácio do Planalto, os Programas Minha Casa, Minha Vida e Bolsa Família.

Durante o dia de hoje, uma nova reunião da equipe econômica do Governo Federal definirá o tamanho e quais obras e projetos serão afetados pelo corte de recursos no Orçamento de 2016. Em 2015, o Bolsa Família – o maior programa de distribuição de renda da história do Brasil, teve cortas mais de 800 mil beneficiários, enquanto o Minha Casa, Minha Vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Anúncio Google

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas