População de Catarina faz passeata pedindo paz e segurança pública

domingo, 15 de maio de 2016

A população e autoridades de Catarina, no sertão dos Inhamuns, distante cerca de 370 km de Fortaleza, fazem um pedido de socorro coletivo pelo fim da violência e criminalidade naquele município. Cansada de tanta violência, e alarmada com a situação, a população tomou a iniciativa de pedir o envolvimento das autoridades dos poderes executivo, legislativo e judiciário num movimento com a participação de todos, na luta pela paz e pela conquista de mecanismos que ampliem as ações de combate ao crime e devolvam aos catarinenses a tranquilidade para ir e vir, trabalhar e viver em segurança.

No município é alarmante o índice crescente de assaltos, homicídios, brigas em bares e outros locais públicos, tendo como agravante o uso crescente e o aumento do tráfico de drogas no município.

De acordo com o blogueiro e radialista Ari Cosmo, o movimento popular que culminou na audiência pública que aconteceu no auditório da Câmara Municipal, teve início nas redes sociais, onde a própria população compartilhava sua indignação diante dos problemas relacionados à frequência de assaltos e outras situações de violência. Esse debate foi ganhando força, e foi formada uma comissão que se articulou e conquistou o apoio da administração, dos vereadores, da Justiça e da Promotoria de Justiça do município, de igrejas, comerciantes, Polícia, profissionais e sociedade civil em geral.

Primeiramente, foi realizada uma reunião, entre o Prefeito Municipal, Rafael Paes de Andrade, em seu gabinete, contando com a participação do Comandante do 13º BMP dos Inhamuns, Coronel Sérgio Bezerra, do Secretário Municipal da Junta de Serviço Militar, Adauto Rodrigues, e alguns vereadores, para tratar do assunto. Desse encontro saiu o compromisso inicial do Coronel Sérgio, juntamente com o prefeito municipal, de aumentar o contingente policial, aquisição de mais uma viatura, e a troca do comandante do destacamento local.

Na manhã de sexta-feira, dia 13, uma caminhada organizada pelo grupo de discussão na rede social facebook, levou centenas de pessoas às ruas, munidas de faixas, cartazes, e em seguida uma audiência pública, na Câmara Municipal, onde foi repassado ao público o conteúdo da reunião realizada no gabinete do Prefeito, e foi promovido amplo debate, abordando diversas questões ligadas ao drama que a população de Catarina está vivendo.

Somente nos últimos 60 dias,  foram registrados quatro homicídios, sendo dois no mesmo dia. As estatísticas apontam para no mesmo período, ocorreram aproximadamente vinte assaltos, sendo dez deles apenas nos últimos trinta dias. “Os assaltos acontecem à luz do dia, e a população está assustada. Muitos tem medo de sair de casa à noite, as praças estão vazias, os moradores têm que colocar grades em suas residências, e trafegar nas estradas de acesso ao município também está muito perigoso. Eles rendem as pessoas, levam a moto, ameaçam, tomam  o dinheiro, celulares, de modo que o medo tomou conta de todos!”, diz o blogueiro.

O professor Allan, que leciona Filosofia na Escola Estadual Pedro Jorge Mota, relatou que são comuns episódios de alunos viciados agredirem professores e até mesmo outros alunos dentro da escola. “A disseminação das drogas no meio dos nossos jovens tem sido a raiz de muitos males”, pontuou o educador.

O mesmo ainda relatou que a agência do Banco do Brasil do município já foi assaltada três vezes, e isso ocasionou prejuízos no atendimento. A precariedade na segurança do município, está comprometendo o abastecimento da agência pelos carros fortes, e o dinheiro que tem sido depositado nos caixas eletrônicos tem sido insuficiente para atender a demanda.

Ele ainda informou que a agência do Banco Bradesco fechou, restando apenas também um posto de atendimento que não assegura os saques necessários para também suprir as demandas. Isso tem levado os moradores a ir a outros municípios, realizar seus saques, e o medo de assaltos no percurso de volta, já faz com que os moradores realizem suas compras nesses outros municípios, prejudicando também o comércio local, com a pouca circulação de dinheiro na cidade.

Uma moradora da zona rural relatou durante a audiência, que uma semana antes, quando voltava de moto para sua residência com seu marido, após buscar atendimento no hospital da cidade para sua filha recém-nascida,  foram abordados por dois elementos encapuzados, que levaram a moto de assalto. Recentemente foram assaltados a agência dos Correios e a Loja Moveletro.

O Sargento Júnior, presente na Audiência representando a Polícia Militar, foi convidado pelo novo comandante do destacamento, Sargento Bandeira, a compor a compor sua equipe,  e explicou que junto com Bandeira, e toda equipe, irão executar uma experiência que deu certo em Aiuaba e que deverá ser implementada também em Catarina, que é um reforço policial, através do projeto Grupo de Pronto Emprego, onde será desenvolvido um trabalho ostensivo nas fronteiras do município, abordagens policiais, intensificação das rondas, inclusive na zona rural.

A Juíza Titular da Comarca, Carla Cristina, elogiou a iniciativa popular e a expressiva participação da sociedade na caminhada e na audiência pública. A magistrada disse que esse tipo de intervenção da sociedade é muito saudável e necessária. Ela também anunciou, que agora, com a presença de juiz titular na cidade, as demandas paradas terão andamento, e o saldo será positivo, pois reconhece que a impunidade e a demora no andamento de processos é um fator que colabora com a não inibição das práticas criminosas e da violência, afirmando que estará empenhada em dar a maior celeridade possível ao seu trabalho, e que está do lado da população que clama por segurança e paz.

O líder do Governo Municipal, na Câmara, Francisco Augusto,  falou em nome da administração municipal, reiterando o compromisso do prefeito Rafael  Paes de Andrade,  em convocar os agentes da guarda civil que foram contratados para atuarem junto com a polícia no combate à insegurança, e que o mesmo se reunirá pessoalmente com o Governador Camilo Santana para cobrar mais medidas de segurança para Catarina. O vereador afirmou que o Prefeito já  está executando o projeto de instalação de câmeras de segurança em diversos pontos da cidade, onde 10 das trintas câmeras que devem ser instaladas já foram colocadas, e que uma central manterá o controle e monitoração constante das imagens captadas.

O presidente da Câmara Municipal, João  Ferreira Duarte,  afirmou durante a audiência que o Poder Legislativo está do lado da sociedade, participando ativamente dos debates, não só durante a referida audiência, como também estenderá a discussão para as reuniões ordinárias daquela casa legislativa, no intuito de regulamentar leis que estabeleçam um horário de fechamento para os estabelecimentos que comercializam bebida alcóolica, e que seja obedecida a lei que proíbe a venda de bebidas alcóolicas a menores, além de seguir firme para a solução dos problemas de iluminação pública, que também contribuem para o aumento da criminalidade. Ele ainda anunciou que será implantado um telefone 190 para o Disk Denúnica, onde a população será incentivada a ligar e denunciar anonimamente à polícia, afirmando que esse serviço já era pra estar disponível na cidade.


(Amaury Alencar)



0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



POSTO RIACHUELO EM IRACEMA

ULTRAGAZ EM IRACEMA-CE

ADAS MOTOS EM IRACEMA-CE