Últimas Notícias

sexta-feira, abril 02, 2021

Decisão sobre renovação de decreto de isolamento rígido no Ceará será anunciada no domingo (4)

 


A decisão sobre a renovação ou não do decreto de isolamento social rígido no Ceará será tomada no domingo de Páscoa (4), conforme anunciou nesta quinta-feira (1º) o governador Camilo Santana, por meio de transmissão nas redes sociais. A data também é o último dia do atual decreto que restringe a circulação de pessoas e o funcionamento de atividades não essenciais.

 

O comitê especial criado para a discussão das decisões sobre a pandemia no estado reuniu-se nesta quinta-feira (1º) para a decisão. Porém, segundo o governador, apesar da tendência de estabilização no número de casos de Covid-19 na última semana, preferiu-se aguardar os índices dos próximos três dias para que houvesse uma definição sobre a manutenção do isolamento.

 

O governador revelou que durante o encontro muitos pontos foram debatidos. "Tivemos uma longa reunião com todo o Comitê. Hoje foi um debate bastante profundo, rico, com os números, avaliações, dados dessa pandemia", comentou Camilo, ainda que as autoridades tenham optado por adiar a decisão.

 

O Ceará está em decreto de isolamento social rígido desde 13 de março, quando o anúncio foi feito pelo governador Camilo Santana. Fortaleza adotou medidas mais rígidas uma semana antes, em 4 de março. Durante esse período, ficou permitido apenas o funcionamento das atividades consideradas essenciais, como supermercados e farmácias.

 

Ainda é um momento muito delicado porque ainda há uma pressão enorme no sistema de saúde com a demanda por internamento dos casos de Covid, portanto, é um momento de muita responsabilidade. A decisão do Comitê foi adiar nossa reunião para domingo", destacou Camilo.

 

"Vamos fazer uma nova reunião no domingo para avaliar os dados e números desta quinta-feira, da sexta-feira, e do sábado. Domingo de Páscoa, mas todo o Comitê vai estar reunido. Vamos ficar avaliando os números dos próximos dias para que a gente possa tomar uma decisão com muita responsabilidade e segurança, para que não haja retrocesso no Ceará", complementou o governador do Ceará.

 

 

Atualmente, o Ceará enfrenta uma segunda onde de alta de casos e mortes desde o início da pandemia. O estado registrou mais 282 óbitos por Covid-19 e 4.676 casos da doença nesta quarta-feira (31), segundo maior número desde o início da transmissão da Covid-19 no estado, de acordo com informações da plataforma IntegraSUS, da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa).

 

O Ceará já registra 539.569 casos confirmados da doença e 14.149 mortes desde o início da pandemia.

 

Nesta quinta-feira, 964 pessoas aguardam a transferência para um leito, sendo 510 para UTI e 454 para enfermaria.

 

Pacientes que aguardam leitos

Além do número de óbitos pelo coronavírus aumentar no estado, mais de 900 pacientes com a doença aguardam por um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ou enfermaria nos hospitais do Ceará, conforme dados do Integrasus, atualizados às 7h04 desta quarta-feira (1°).

 

De acordo com a plataforma, 961 pacientes aguardam transferência para os leitos, destes 548 esperam por uma vaga na UTI e 413 pessoas para o leito de enfermaria.

 

Segundo o Integrasus, 96% dos leitos de UTI adulto no Ceará, contando rede pública e particular, estão ocupados por pacientes com o novo coronavírus. Já a taxa de ocupação das enfermarias adulto está em 80,3%.

 

Visando aumentar a demanda de leitos para atender a população, o governador Camilo Santana anunciou no último domingo (28) que seis hospitais de campanha estão sendo montados no Estado, com 300 novos leitos ao todo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas