Últimas Notícias

quarta-feira, março 24, 2021

Fora do trabalho: o que políticos do Ceará têm feito para ajudar a população vulnerável no lockdown

 


Legenda: Políticos usam salário para aquisição de cestas básicas

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em meio à segunda onda da Covid-19 no Ceará, gestores do Legislativo e do Executivo se mobilizam para fazer doações tentando minimizar os impactos sociais e econômicos da pandemia. Ao longo das últimas semanas, secretários, vereadores, prefeitos e deputados doaram integralmente ou parte dos salários para a compra de alimentos destinados à população em situação de vulnerabilidade social.

 

Um dos primeiros políticos a tomar a iniciativa foi o vereador de Fortaleza Léo Couto (PSB), vice-líder do Governo na Câmara Municipal. Segundo ele, a ideia foi resgatar uma mobilização feita entre amigos no ano passado que conseguiu arrecadar dez toneladas de alimentos. “Vendo a situação como está hoje, decidi doar meu salário líquido deste mês para a compra de cestas básicas”, explicou.

 

CÂMARA DE FORTALEZA

No Legislativo da Capital, Michel Lins (Cidadania), vereador e secretário da Regional 3, também anunciou nas redes sociais a compra de cestas básicas. “Igual fiz em 2020, neste ano também estamos doando nosso salário e fortalecendo o comércio local, o pequeno empreendedor, comprando a ele”, disse.

 

Já o vereador Carmelo Neto (Republicanos) doou 50% do salário. “É importante cortar na própria carne, que tenhamos sensibilidade. Sei que é uma doação pequena diante do tamanho do problema, mas sei que pode fazer a diferença na vida de algumas pessoas que estão realmente passando muita necessidade”, disse.

 

No ano passado, durante a primeira onda de Covid-19 no Estado, vereadores da Capital articularam, junto à Mesa Diretora da Casa, a doação dos salários para medidas de contenção da pandemia. À época, foram arrecadados R$ 82 mil. Os recursos foram repassados ao Fundo Municipal de Saúde.

 

SECRETÁRIO DE FORTALEZA

A iniciativa de vereadores também incentivou o secretário do Esporte e Lazer de Fortaleza, Ozires Pontes. Nas redes sociais, ele informou que se sentiu na obrigação de fazer a doação após ser incentivado pelo parlamentar.

 

 

"Vou doar todo meu salário deste mês para me juntar nessa boa ação humanitária. Sei que é um gesto, não vai resolver, mas que pode tocar outras pessoas”, disse.

DEPUTADOS ESTADUAIS

Na Assembleia Legislativa do Ceará, o presidente da Casa, Evandro Leitão (PDT), articula a arrecadação para doação de cestas básicas.

 

Até o momento, nove parlamentares confirmaram adesão à iniciativa: Osmar Baquit (PDT), Dra. Silvana (PL), Fernando Santana (PT), Elvilo Araújo (Patriota), Manoel Duca (PDT), Danniel Oliveira (MDB), Guilherme Landim (PDT) e Fernanda Pessoa (PSDB).

 

Além da Assembleia, outras instituições, como a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio), já estão contribuindo com a campanha do Legislativo Estadual. Novas adesões podem acontecer por parte de empresas privadas.

 

Também são aceitas doações de alimentos não perecíveis e produtos de higiene da população em geral, que devem ser enviados ao Comitê de Imprensa da Casa Legislativa.

 

“Estamos passando por um momento muito difícil. Além de ações concretas que temos realizado no Parlamento e junto ao Comitê de Estadual de Enfrentamento à Covid-19, precisamos acionar também o sentimento de solidariedade. Aqueles que desejarem participar doando alimentos não perecíveis ou kits de higiene podem enviar suas doações para a Assembleia Legislativa para que possamos realizar a distribuição. Toda ajuda será muito bem-vinda”, afirma Evandro Leitão.

BANCADA FEDERAL

Entre os deputados federais, Heitor Freire (PSL) anunciou a compra de mil cestas básicas, que serão entregues nas próximas semanas em Fortaleza e no interior do Estado a famílias em situação de pobreza. Além disso, de acordo com o deputado, serão distribuídas, semanalmente, 500 marmitas em todo o Ceará.

 

PREFEITURAS

Em Croatá, município a 290 km de Fortaleza, o prefeito Ronilson Oliveira (MDB) resolveu doar o próprio salário para adquirir cestas básicas e doar para as famílias mais vulneráveis do município.

 

“Infelizmente muita gente aqui está passando dificuldades e estou buscando todas as ferramentas para ajudar essas pessoas, não irei permitir que ninguém aqui em Croatá passe fome”, disse o prefeito.

 

 

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas