Últimas Notícias

terça-feira, março 17, 2020

Governo do Ceará decreta suspensão de aulas em escolas públicas e estado de emergência por causa do coronavírus


O secretário da Saúde do Ceará, Dr. Cabeto, o governador Camilo Santana e o prefeito de Fortaleza, Roberto Claudio — Foto: Camila Lima/SVM


O Governo do Ceará anunciou a suspensão das aulas em escolas e universidades públicas a partir da próxima quinta-feira (19) no estado. Em decreto publicado no Diário Oficial do Estado, foi definido estado de emergência na saúde pública por causa do coronavírus.

O Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia do Coronavírus se reuniu pela primeira vez nesta segunda-feira (16), no Palácio da Abolição. Após a reunião, novo boletim da Secretaria da Saúde do Ceará foi divulgado informando que o estado tem nove casos confirmados de Covid-19 - oito na capital e um em Aquiraz, na Grande Fortaleza.

Além das aulas, o governador Camilo Santana (PT) anunciou ainda a suspensão de qualquer evento com mais de 100 pessoas apoiado pelo ente público.

A suspensão de aulas nas instituições públicas valerá por 15 dias, contados a partir de quinta-feira. O governador ainda recomendou que instituições privadas tomem a mesma medida. "A recomendação do estado é que sejam suspensas [as aulas]", frisou Camilo.

Nesta segunda-feira (16), Universidade Estadual do Ceará (Uece), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) e da Universidade de Fortaleza já anunciaram a suspensão de aulas e atividades presenciais.

Outras medidas anunciadas por Camilo foram a suspensão das férias de todos os servidores públicos de saúde do estado, a obrigatoriedade de higienização dos transportes públicos na capital e interestaduais e o envio de ofício para a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e à Anvisa solicitando suspensão de voos internacionais para o Ceará.


Segundo o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, a higienização nos ônibus será "rígida" em virtude do número de usuários que passam pelos equipamentos diariamente. Devem ser ainda estabelecidos espaços para a limpeza de mãos nos terminais de ônibus da capital.

Coronavírus: o que é preciso saber
Quais grupos são mais vulneráveis
No último domingo (15), o governador realizou um encontro com um grupo de médicos epidemiologistas para debater as ações realizadas em todo o Estado. O gestor se reuniu, no mesmo dia, com o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Washington Araújo, com o procurador-geral de Justiça, Manuel Pinheiro, e o prefeito Roberto Cláudio para avaliar as ações de prevenção e combate ao coronavírus no Ceará.

O comitê foi instituído no dia 13 de março, conforme publicação do Diário Oficial daquele dia. Fazem parte do grupo, além da Secretaria da Saúde, a Casa Civil; a Secretaria da Educação; a Segurança Pública e Defesa Social; a Secretaria da Administração Penitenciária; a Secretaria de Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos.

Casos confirmados
O Ceará tem nove casos confirmados do novo coronavírus. Outros 62 casos estão sob investigação, e 99 já foram descartados. Os dados foram atualizados na tarde desta segunda-feira (16).

Na noite do domingo (15), foram informados os três primeiros pacientes que testaram positivo para o Covid-19. Todos viajaram e retornaram recentemente do exterior. Segundo o secretário da saúde do Ceará, Dr. Cabeto, dois dos pacientes, de 82 e 85 anos, vieram dos Estados Unidos, são da mesma família e seguem internados. O terceiro caso confirmado é de um paciente de 57 anos que veio da Europa e está em isolamento domiciliar. Os três estão bem de saúde, conforme o secretário.

No novo balanço do Ministério da Saúde, divulgado nesta segunda-feira (16), o Brasil tem 234 casos confirmados de novo coronavírus e transmissão comunitária em 3 estados. Os casos confirmados no Ceará ainda não constam no balanço oficial do Ministério da Saúde.


Quando procurar emergência
O secretário da saúde do Ceará, Dr. Cabeto, ressaltou que a Covid-19 tem baixa mortalidade e reforçou que os pacientes só devem procurar uma unidade de saúde quando tiverem falta de ar associada aos demais sintomas. "A presença de falta de ar é o sintoma principal para que a pessoa procure nossas unidades de emergência", frisou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Anúncio Google

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas