Últimas Notícias

TV SERRANA

22 junho 2018

Novos detalhes do meteoro que assustou moradores da região Centro Sul


Leiam a reportagem sobre o meteoro que assustou várias pessoas na região, a postagem foi realizada no site da BRAMON( Rede Brasileira de Observação de Meteoros):

Uma grande bola de fogo nos céus foi vista por várias pessoas no Sertão do Ceará e da Paraíba. O Jornalista Alex Santana do Portal Iguatu.net do Ceará, entrou em contato com a BRAMON na manhã dessa quinta-feira (21) informando que havia recebido vários relatos do ocorrido na noite anterior (20) por volta das 23:10. Veja alguns dos depoimentos extraídos da matéria publicada no portal.

“Ouvimos um enorme barulho, como se fosse um trovão, algo que nos assustou”, disse o internauta Marcio, de Quixelô, CE.

“Foi algo impressionante, era uma bola de fogo que surgiu e passou vagarosamente no céu, eu e vários amigos observamos até ela sumir no horizonte, e logo após veio o barulho de uma explosão” afirmou o Professor Antônio Vileimar, de Orós, CE.

Quando o Alex Santana nos contactou, já estávamos trabalhando na análise dos dados do meteoro que foi registrado em 4 estações da BRAMON, na CPV1/PB, administrada pelo Diego Rhamon em Campina Grande, a JPZ4/PB em João Pessoa, a GEAZ1/CE, estação administrada pelo Professor Leonardo Tavares recém implantada justamente em Iguatu e a MPE1/CE em Maranguape, administrada pelo Lauriston Trindade, que deverá representar o Brasil e a BRAMON na Conferência Internacional de Meteoros na Eslováquia.

As estações de Iguatu e Maranguape, registraram apenas o início do meteoro e estação de Campina Grande, apenas o final. Mas a estação de João Pessoa, a quase 500 Km de distância registrou todo o meteoro e com um diferencial: em Full HD. Trata-se de uma câmera experimental de alta qualidade que, nessa noite estava apontada justamente na direção onde ocorreu o meteoro. Veja no vídeo a seguir as imagens e os resultados das análises:







Análise
Com base nos registros das 4 estações, pudemos fazer uma análise detalhada sobre a trajetória do meteoro e de sua órbita antes de atingir a Terra.

O meteoro entrou na atmosfera exatamente às 23:08:53, numa velocidade de 17.66 Km/s, 88,4 Km acima do município cearense de Jaguaretama. Em 8 segundos, ele percorreu um total de 117.1 Km brilhando intensamente até se extinguir, a 28.1 Km de altitude, sobre o município de Icó, também no Ceará. Nesse percurso, sua velocidade foi reduzida até 12.18 Km/s, o que significa uma desaceleração de 0,68 Km/s².

Segundo nossas análises, o radiante do meteoro está localizado na direção da Constelação do Dragão, no hemisfério norte celeste. Antes de atingir a atmosfera da Terra, o meteoroide apresentava uma órbita muito pouco excêntrica, compatível com asteroides Apolo, o que pode indicar que este meteoro é um fragmento de algum asteroide do tipo NEA (Near Earth Asteroid), que são asteroides potencialmente perigosos para a Terra. Isso nos ajuda a lembrar que o mundo precisa aumentar sua cobertura do céu em busca de asteroides potencialmente perigosos para a Terra, que é justamente o tema do Asteroid Day, celebrado anualmente no dia 30 de junho.

Ainda não temos dados sobre as características físicas (tamanho e massa) do objeto e nem se existe a possibilidade de haverem meteoritos em solo desse meteoro. Mas informaremos aqui assim que concluirmos essas análises.

Via BRAMON

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Anúncio Google

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas