Últimas Notícias

TV SERRANA

29 junho 2018

Ceará tem pelo menos 185 mil pessoas vivendo em área de risco


O Ceará tem 185.749 pessoas vivendo em áreas de risco de desastres, dos quais 55% estão em Fortaleza, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na capital cearense, 4,2% da população (102.836) corre risco pela proximidade com lixões, falta de saneamento ou por falta de abastecimento de água. O estudo foi divulgado nesta quinta-feira (28), e os dados são referentes a 2010.

No Ceará, o IBGE monitorou áreas de risco em 39 dos 184 municípios. As cidades escolhidas pelo IBGE são as mais populosas e responsáveis por 4,8 milhões dos 8,4 milhões do total da população cearense.

Além de Fortaleza, as cidades com maior população em área de risco no Ceará são Caucaia (16.463) e Sobral (10.494).

Saneamento e lixo
Conforme o IBGE, o Ceará possuía 54,7% dos moradores em áreas de risco em 2010. Na Região Nordeste, 34,5% dos moradores em áreas de risco possuíam esgotamento sanitário inadequado. Destacou-se o Estado do Maranhão com o percentual mais alto de 69,9%.

A Bahia, por sua vez, destoa da Grande Região como um todo por ter apresentado somente 11,9% de moradores sem rede de esgotamento sanitário.

Já em relação ao destino de lixo, 8% da população cearense nas cidades pesquisadas vive em situação de risco. No Nordeste, destacaram-se os estados do Maranhão (26,1%) e do Piauí (15,6%).

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Anúncio Google

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas