Últimas Notícias

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Ônibus são incendiados na Capital; terminais estão sendo fechados

O início da tarde desta quarta-feira (19) oi marcada por ataques criminosos aos transportes públicos de Fortaleza. O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus), em comunicado, disse que "repudia veementemente a prática criminosa" que provocou ataques (incêndios e tentativas de incêncios) a 12 ônibus e "causou queimaduras em um motorista".

Já o Comandante do Policiamento da Capital, coronel F. Souto, cita pelo menos seis ataques a coletivos.

A cúpula da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) está reunida neste momento. Há boatos circulando nas redes sociais e cartazes que foram encontrados nos locais sobre as possíveis motivações. O secretário André Costa irá se posicionar sobre os ataques em breve.

Bairros da Capital e Região Metropolitana

Ainda de acordo com o comandante, vândalos atearam fogo em ônibus nas localidades do Barroso, Cidade Jardim, Barra do Ceará, Jangurussu, na avenida Osório de Paiva e Edson Queiroz. Ainda não há informações oficiais, mas moradores de Caucaia, Eusébio e Horizonte reportaram ações contra ônibus nos três municípios.

1ª ação no Barroso

Os ataques teriam iniciado por volta das 12h, no Barroso, onde um motorista ficou ferido e foi socorrido pelo Samu. Conforme a assessoria do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará, às 12h10 foram debeladas as chamadas do coletivo incendiado na Rua Confiança, já nas proximidades da Perimetral.

Na Barra do Ceará, cerca de 10 homens armados pararam um ônibus, mandaram os passageiros descerem e atearam fogo no veículo, por volta de 13h15. Ninguém ficou ferido e nenhum suspeito foi preso até o momento, informou a PM.

VÍDEO: flagrantes de incêndio a ônibus em Fortaleza



"Está toda a Polícia Militar e Civil nas ruas mobilizada para investigar esses incêndios", esclareceu o coronel F. Souto.  Ainda de acordo com o comandante, estão sendo realizadas abordagens nas vias públicas de maior movimentação e em paradas estratégicas a fim de evitar novos ataques: "A PM está na ação preventiva e a Civil investigando", acrescentou.

Terminais

Nas proximidades do Terminal do Papicu, o passageiro Linaldo Silva conta que a fiscalização da Etufor afirmou que, ao retornar para os terminais, todos os ônibus seriam recolhidos para a garagem e não iriam às ruas. A reportagem confirmou com a Polícia que outros terminais da Capital também estão sendo fechados na tentativa de evitar a depredação.

No Terminal do Lagoa, as paradas estão praticamente vazias. Segundo fiscais que se encontram no local, não haverá mais ônibus pelo resto da tarde. Passageiros ocupam o entorno do local em busca de transportes alternativos.

Por volta de 15h, a reportagem também confirmou que o Terminal de Messejana também estava sem ônibus. O local começou a ser fechado às 13h30.

Nota oficial

Em comunicado, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) disse que "repudia veementemente a prática criminosa que provocou o incêndio a doze ônibus e causou queimaduras em um motorista, nesta quarta-feira". Segundo a entidade, desde 2014 até abril de 2017, foram incendiados 55 veículos.

O Sindiônibus informou também que está "envidando esforços junto às autoridades do Estado para que possamos ter segurança para restabelecermos o serviço de transporte de passageiros com a total preservação da vida de trabalhadores, usuários e do patrimônio das empresas".

 Veículo da Enel, Cidade dos Funcionários PreviousNext
  

Fonte DN

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Anúncio Google

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas