Últimas Notícias

segunda-feira, 24 de abril de 2017

MORADORES DO DISTRITO EMA/IRACEMA-CE QUEREM UMA SOLUÇÃO DO DNCS

Moradores do Distrito ema vem, sofrendo com a falta de amparo por parte de competências que regem ou deveria reger aquele Distrito, a situação que vem tirando o sono de muitos moradores é a seguinte; parte é de competência do DNOCS (DEPARTAMENTO NACIONAL DE OBRAS CONTRA AS SECAS) que tem como responsabilidades fiscalizar e  manter parte dos serviços em ordem no distrito, coisa que não vem acontecendo, segundo alguns moradores o Distrito Ema sempre teve um agente (funcionário) do DNOCS um tipo de administrador local, segundo o Sr. Francisco, a quem eles chamavam de zelador.

O qual os mesmos recorriam para resolver desde as questões coletivas liberação de espaço para uso temporário, a fiscalização de pesca predatória, áreas de perímetro agrícola em épocas de “Vacas Gordas” como diz o ditado popular, esse funcionário resolvia assuntos como; edificações, áreas para recreação e outras coisas mais, quanto as questões mais individuais como documentação de imóveis etc.

Segundo alguns comerciantes do Distrito Ema, a promessa de regulamentar os imóveis já é antiga desde do tempo do prefeito Chiquinho figueira que tinha em mente uma negociação com o DNOCS para compra da área equivalente ao Distrito, já que ele só pode ser vendido para setores público; como a prefeitura municipal, que poderia depois da compra negociar as escrituras dos imóveis para cada cidadão do Distrito Ema. E a solução para essa questão dos imóveis só será resolvida quando o DNOCS e a prefeitura negociar e dar o direito de cada um morador ser dono do que é seu.

Outro fato agravante é a degradação dos espaços públicos como, o sítio que servia a comunidade com frutas e era um espaço de recreação não está sendo usado para outras atividades, o açude tomado por mato, e animais que segundo moradores foi tirado agora a poucos dias, que em breve deve voltar. Quintais que tem todo o fundo repleto de mato que deixa esse espaço que não  soma só o valores de utilidade, mas é para a comunidade patrimônios que fazem parte da identidades de sua gente, onde os mesmo se veem agora sem referências diante de tamanho abandono, o DNOCS que por sua vez não visitar o distrito, mas as velhas regras  ainda estão ativas, nada pode-se fazer sem antes passar pelos trevo burocrático, sendo assim, hoje a situação do distrito é a seguinte, terra de ninguém com direito de nenhum, alega moradores que culpam a falta de interesse político e por isso estamos nessa situação moradores reivindicam uma solução em caráter de urgência para esse impasse.

O distrito hoje também conta com um fato novo que é um grupo comunitário que visa buscar essas melhorias e lançam um olhar cuidadoso para com a comunidade, esse grupo vem desempenhando um trabalho no afã de envolver toda comunidade a participar das tomadas de decisões daquele distrito, segundo um dos administradores e idealizador do grupo (Manoel Jacob), a ideia central não fazer uma política partidária, nem tampouco assumir papel de oposição não. A ideia central é garantir os direitos daquela comunidade e disseminar a ideia da união e do trabalho coletivo para que juntos possam mudar essa triste e indesejada realidade, os mesmos tem trabalhado incansavelmente na busca de diálogos entre todas a lideranças políticas para pedir agilidade nos projetos e soluções desse problema, falou também que estão garimpando homens do Distrito que estejam dispostos a entra nessa luta. Já estão buscando orientação jurídica para procederem dentro de um tramite legal e ordeiro.


Em conversa o como Manoel Jacob, o mesmo relata que não há nele em particular, o anseio de cargo público ou eletivo, mas sim da participação na política comunitária, onde visa um futuro melhor para todos.

Vídeo

Um comentário:

  1. sou desse maravilhoso lugar er muito triste ver isso com o nosso ema. moro em sao Paulo mas sempre tou aí isso er vergonhoso so deus pra ter piedadede

    ResponderExcluir



Anúncio Google

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas