Últimas Notícias

12 fevereiro 2019

A galinha que sobreviveu 9 dias sem a cabeça após ser alimentada por monges

Uma galinha da província de Ratchaburi, na região central da Tailândia, foi saudada como uma “verdadeira guerreira” por sobreviver mais de uma semana após ter sido decapitada. A ave foi adotada por monges que a alimentaram bombeando comida pelo pescoço com a ajuda de seringas.

A galinha sem cabeça virou manchete nos jornais, após vídeos e fotos se tornarem virais na internet. Ninguém esperava que ela sobrevivesse tanto tempo sem a cabeça. Sua história foi compartilhada pela primeira vez no Facebook, por meio do usuário Noppong Thitthammo, acompanhada de fotos mostrando o animal mutilado.


Ele escreveu que a ave estava sendo alimentada por um veterinário no distrito de Mueang Ratchaburi. O médico colocava gotas de comida em seu pescoço e lhe dava antibióticos para evitar a infeção dos severos cortes. “O animal tem sua vida. Se ele quer viver, nós o alimentamos“, disse o veterinário Supakadee Arun Thong, à mídia tailandesa.



Ninguém sabe exatamente como a galinha perdeu a cabeça, embora exista a suspeita que ela tenha sido atacada por um predador. No entanto, independentemente das circunstâncias, todos concordam que a decapitação deveria ter sido fatal. O problema é que a ave se recusou a morrer quando decapitada. E ela não só sobreviveu, como também ficava em pé e andava normalmente, só que sem direção.

No início, a maioria dos usuários achavam que a história era uma farsa, e que as fotos tinham sido editadas. Mas, a galinha apareceu em vários programas de TV da Tailândia e os vídeos começaram a circular online em diversas manchetes de jornais em todo o mundo.



Após notar que a galinha precisaria de cuidados vitalícios, Supakadee Arun Thong a colocou em adoção. Ela foi aceita por monges em um templo budista na província de Ratchaburi. Eles cuidaram da galinha, alimentando-a até o dia de sua morte.



Este “fenômeno” não é a primeira vez

Esta, no entanto, não é a primeira vez que um frango sobrevive sem a cabeça. Entre os anos 1945 e 1947, uma galinha apelidada de Mike, sobreviveu impressionantes 18 meses sem a cabeça.

Embora sua história também tenha sido julgada como falsa, ela foi confirmada por pesquisadores da Universidade de Utah, em Salt Lake City (EUA).

Como é possível? Qual a explicação?

Esse tipo raro de sobrevivência aparentemente está ligado a anatomia única da galinha. O cérebro dela está localizado em um lugar no crânio em um ângulo que, se for decapitada para o alto do pescoço, a parte posterior do órgão, que controla funções automáticas como a respiração, pode permanecer intacta.



Sendo assim, se a jugular de alguma forma não for quebrada ou cortada, evitando que a ave sangre até a morte, ela aparentemente pode sobreviver sem a cabeça, mesmo que isso soe extremamente bizarro.
Fonte Jornal ciencia

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Anúncio Google

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas