Últimas Notícias

TV SERRANA

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Nos primeiros meses de 2018, 44 pessoas foram presas por furto de energia no Ceará


Somente nos primeiros meses de 2018, 44 pessoas já foram presas por furto de energia. As prisões ocorreram em 17 municípios do Estado, sendo Fortaleza (com seis), Mombaça (com cinco) e Tianguá (com quatro), cidades com maior número de autuações. Ao longo de 2017, foram efetuadas 58 prisões. A informação é da Enel Distribuição Ceará.

A última ocorrência ocorreu na noite desta quarta-feira (22), durante operação em combate ao furto de energia da Enel no município de Russas, Região do Jaguaribe do Estado. Três pessoas foram presas em flagrante. A prisão foi realizada em flagrante e as pessoas foram conduzidas para a Delegacia do município.

A Enel informou que realiza investigações em todo o Estado e atua em conjunto com a Polícia Civil para efetuar as autuações. A companhia registrou, no primeiro semestre de 2018, mais de 104 mil inspeções. O trabalho é feito através de análise de dados internamente e, em campo, por cerca de 200 equipes.

Além de ser crime, com pena prevista de um a oito anos de reclusão, o furto de energia afeta diretamente a qualidade do serviço prestado pela distribuidora e põe em risco a população, principalmente as pessoas que manipulam a rede elétrica. As ligações irregulares podem causar curtos-circuitos e sobrecarga na rede elétrica, ocasionando interrupção no fornecimento de energia.

A Enel informa que o consumidor pode ajudar no combate ao furto de energia. Para o cliente pode ligar gratuitamente, de qualquer município cearense, para a Central de Relacionamento: 0800 285 0196 (ligação gratuita, 24 horas), pelo aplicativo Enel Ceará, pelo site da companhia ; pelas redes sociais - facebook e @enelclientesbr.

Red; Verdes Mares

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Anúncio Google

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas