Últimas Notícias

TV SERRANA

06 agosto 2017

Sessenta pessoas morreram por chikungunya no Ceará em 2017, diz Sesa

Sessenta pessoas morreram por chikungunya no Ceará, em 2017, de acordo com boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado. O boletim mostra que em uma semana foi registrada a morte de nove pessoas em consequência da doença no estado.

Do total de mortes, 26 foram mulheres e 34 homens, com idades entre 10 dias e 94 anos. As mortes por chikungunya foram registradas em Acopiara, Aracati, Beberibe, Caucaia, Fortaleza, Maranguape, Morada Nova, Pacajus e Senador Pompeu.

Segundo a Sesa, neste ano foram notificados 111.834 casos suspeitos de chikungunya, dos quais 12.950 foram descartados. A taxa de incidência dos casos suspeitos de chikungunya para o estado do Ceará é de 1.247,6 casos por 100 mil habitantes, 4,1 vezes a incidência considerada de nível epidêmico pela Organização Mundial de Saúde, de 300 casos por cada grupo de 100 mil habitantes. Dos 184 municípios cearenses, 102 municípios apresentam altas incidências da doença.


De acordo com o boletim, ainda, que a predominância dos casos se concentrou na faixa etária entre 20 e 49 anos. Foram confirmados 564 casos da doença e crianças com menos de um ano de vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Anúncio Google

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas