Últimas Notícias

TV SERRANA

27 fevereiro 2017

Drama da repórter esmagada por carro alegórico comove a web; saiba como ela está

Imagem de jornalista com fratura exposta foi debatida nas redes sociais. Fotógrafa é esmagada Fotógrafa é esmagada A fotógrafa Lúcia Mello foi uma das vinte pessoas feridas em um grave acidente registrado neste domingo, 27, na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro.

O último carro da Paraíso da Tuiuti, durante uma curva, acabou batendo na esquina da avenida do samba. O acidente aconteceu, justamente, no início do desfile do grupo especial. A Tuiuti foi a primeira a desfilar e as pessoas esmagadas, em grande parte, eram jornalistas que cobriam a festa.

O drama da fotógrafa Lúcia Mello causou grande repercussão na web. No Facebook, amigos dela mostraram-se muito solidários com tudo o que houve e, ao mesmo tempo, queriam saber como ela estava. Isso porque, rapidamente, seu rosto ensanguentado e uma foto dela com uma fratura exposta ganharam a web.

Lúcia foi apenas uma das vítimas que foi levada ao Hospital Municipal Souza Aguiar. De acordo com informações do site da revista Veja, em reportagem publicada na manhã desta segunda-feria, 27, o motorista que dirigia o carro alegórico ainda segue foragido. O jornal Extra também traz informações novas e importantes sobre o caso.
Lúcia, além da fratura exposta que mencionamos, ainda teve um leve traumatismo craniano. "Para uma pessoa tão dedicada ao #Carnaval carioca, nada mais triste do que ser vítima de um acidente dentro do templo maior do samba", disse um amigo dela ao ir até à rede social da fotógrafa para mostrar sua solidariedade.

O acidente com o carro alegórico da Paraíso do Tuiuti segue sendo investigado pela Polícia Civil. Os bombeiros confirmam que atenderam vinte pessoas no local, algumas delas por estresse, ao ver o desespero das demais. De todas, oito precisaram ser levadas para os hospitais da cidade. As vítimas mais graves ficaram no Souza Aguiar e as de menor gravidade no Miguel Couto, que é um hospital da Zona Sul da cidade. Quem está investigando o caso na polícia civil é o delegado William Lourenço. Ele mandou que o carro, que se envolveu no acidente, fosse periciado.


Na sua opinião, o que causou esse acidente: imperícia ou falha humana? Comente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Anúncio Google

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas