Últimas Notícias

26 dezembro 2016

Presente de natal ou pacote da maldade.?

Reforma trabalhista do governo Temer prevê jornada de até 12 horas
Os planos do governo Temer foram detalhados nesta quinta-feira a principal mudança neste caso seria em relação à jornada diária, que hoje é limitada a 8 horas, mas, pela proposta, poderá ser estendida para 12 horas, respeitada a jornada de 48 horas semanais.



Governo do presidente Michel Temer Hoje, o único formato possível é o que prevê jornada de trabalho, mas estão sendo aventados outros dois tipos: por horas trabalhadas ou por produtividade. O governo também pretende limitar a jornada de trabalho a 48 horas semanais (44h regulares e 4h extras), com um teto de 12 horas diárias.
     O papel do Congresso Nacional é proteger os direitos e as conquistas dos trabalhadores e retirá-los.
     O que está em jogo são os acordos coletivos possam prevalecer sobre o que está na Lei. Verdadeiramente é a largada para terceirização irrestrita. O salário poderá ser negociado, diretamente, entre empregado e empregador; tempo do horário do almoço de uma hora (1h) para meia hora (1/2 h); o objetivo é de ampliar a produtividade.


Professor Rilmar cavalcante

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Anúncio Google

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas