Últimas Notícias

TV SERRANA

29 outubro 2016

Professor Rilmar Cavalcante conta o Mito do Prro


O Mito de Pirro

Nem sempre a vitória pertence ao vencedor. Lutar no intuito de manter uma posição social, um emprego, paga-se um preço alto.  A metáfora “O Mito de Pirro”, descreve a vitória de muito sacrifício, debilitada e de violenta conquista. Na prática não vale a pena, visto que, o custo foi mais alto do que as vantagens obtidas. Exemplificando: quando o vitorioso e o derrotado se afastam do verdadeiro sentido da disputa e sustenta o ódio, intriga entre parentes e amigos, tantas vezes, amizades rompidas - a conquista é inútil. A vitória de prejuízos irreparáveis, entretanto, como é comum, pensando que é certo, mas será que vale a Pena?

     Nesta roda viva em que você não tem tempo para família e nem para si, apesar de bem-sucedida, provavelmente, não se pode dizer que você é uma pessoa feliz. Não ter mais ilusões e esperanças, você chegará um dia e se perguntará: Vale a pena?

     O poder econômico, político e social e as conquistas, muitas vezes donosas a outros, têm sabor amargo, tudo isso, em seu campo individual, onda está a vitória?

      A vitória está em querer sorrir, no querer amar, misturar-se ao povo, conciliar a paz, abraçar o próximo. 

      Quero trazer essa metáfora, “O Mito de Pirro”, para o momento atual dentro do contexto político brasileiro. O impeachment que ocorreu recentemente é uma vitória de um povo ou de golpe contra o Povo? As estratégias macabras na organização, onde políticos evangelhos, militares, ruralistas e, em geral, a grande parte em conluio com grande capital internacional surrupiaram a legitimidade da democracia. Para os hipócrates e os traidores, naquele velho discurso, mas atualíssimo, os fins justificam os meios, e que joguem aos desvalidos toda responsabilidade sem parcimônia a desgraça da ingerência em que vivemos. Vale a pena este governo?  É de importância fundamental trazer esta metáfora para nossa vida real e refletir, até que ponto, se somos capazes de persegui uma vitória em função de interesses próprios ou de grupos; o que só me diz de alcance de um custo muito alto para as conquistas sociais do trabalhador.

     Foi raro na história brasileira as conquistas sociais tão relevantes, principalmente, na educação, salários e de inclusão social, que o governo petista proporcionou, mas, bem mais fácil retirá-los pelos golpistas da democracia.

     Em Pereiro, ficaremos esperando que o futuro a Deus pertence? Qual é o projeto de gerência para crianças e idosos? Será que teremos quatro anos de construção de praças, de calçamentos e reconstruções de prédios públicos. Quando se derruba um momento histórica é explicado, que era velho, sem serventia para cidade. O ignorante é sábio em sua estupidez.

     Construir escolas para visibilizar administração? Não estou dizendo que não o faça, mas, pouco se dá, por exemplo, condições aos professores, pouco se investe na alimentação básica dos alunos, nos esportes, na cultura da poesia e na arte. Sabe por que? É o custo mensal. O dinheiro fica uma parte nos alimentos superfaturada.

     Você que vende o voto, ou melhor, a alma, a sua consciência reage como a tal insulto? Em seu questionamento, não vê que não há nenhuma obrigação deste corrupto com a cidade e a sua gente.

     Pereiro não faltara festas e bebidas e sobrará intolerâncias e perseguições das mais atrozes.

Rilmar Cavalcante

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Anúncio Google

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas