ANÚNCIOS

Últimas Notícias

Organização criminosa interestadual formada por mulheres é desarticulada

Apreensão foi divulgada durante coletiva que divulgou o balaço das operações desta semana

Uma organização criminosa com ação interestadual formada por mulheres foi desarticulada pela Delegacia de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD). As prisões foram realizadas na última terça-feira, 16, no Pacheco, em Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza) e no bairro Bonsucesso, em Fortaleza. 

De acordo com a adjunta da DCTD, delegada Patrícia Bezerra, o grupo era investigado há algumas semanas e despertou a curiosidade da Polícia por ser formado apenas por mulheres. Foram presas Maria Rafaela da Silva Alexandre, 27, e Vanessa Neres Bezerra, 28.

 "A diferença é que em operações passadas, elas entravam no crime por causa de um companheiro, de um pai ou um filho, mas nesse caso específico, a gente verificou que nenhuma tem vínculo ou laço amoroso ou parentesco com um homem. A chefe da organização, a correria, a guarda-drogas. Todas são mulheres que foram para o mundo do tráfico sozinhas, por elas mesmas", relatou.

 Conforme a delegada, após investigações a Polícia descobriu como funcionava a logística da organização. Uma das pessoas era Maria Rafaela da Silva Alexandre, moradora do Pacheco. "Ela recebia a droga de outro estado, provavelmente do Rio Grande do Norte, de 15 em 15 dias a droga chegava no Pacheco", relatou

Duas outras mulheres buscavam a droga e levavam para Fortaleza. As suspeitas foram identificadas e tiveram os endereços levantados pela equipe da delegacia especializada. De acordo com Patrícia, os policiais realizavam uma campana no dia 16 de agosto na casa da Vanessa, quando se depararam com a mulher entrando em um automóvel com uma bolsa.

"O homem que a levava era um táxi amigo que havia sido chamado pela central de táxi. Ele acreditava que a levava para um hospital, pois a mulher estava grávida. Na busca, os policiais encontraram um pacote com 50 gramas de cocaína. Ao retornar para a casa dela encontraram dois sacos da droga em baixo do fogão e mais no quarto", relatou a delegada.

Os policiais foram até o endereço da Rafaela, que confessou o crime. Na residência dela a Polícia encontrou 30 gramas de cocaína. "Inicialmente ela disse que era usuária, mas depois confessou que realmente trabalha com isso. Segundo ela é para acrescentar a renda. Ela é cantora de forró", afirmou a delegada Patrícia.

 As duas foram encaminhadas à DCTD , onde foi realizado o flagrante por tráfico de drogas e associação ao tráfico. O Restante das mulheres está sendo investigado. A DCTD tem 30 dias para a conclusão do inquérito policial.


O Povo Online

Nenhum comentário