Últimas Notícias

TV SERRANA

23 junho 2016

O professor Rimar Cavalcante fala sobre a crise e a corrupção no Brasil

CRISE E CORRUPÇÃO

      O Brasil vivi um momento de descrédito das instituições política, sociais e religiosa. Em nada nesse país há transparência. A crise política se agrave em escândalos bilionários de propinas e negociações mais espúrias. Roubam até na merenda escolar, que políticos são esses? Homens sem sentimentos aos mais desvalidos na escala da miséria.




     Neste ano de 2016, uma disputa acirrada de uma oposição contra o PT, que não se conforma em não está no poder, parou o país, rasgou a ética e colocou no lixo os princípios civilizados da boa política. Quero colocar as questões políticas, não somente ela, posso concluir como a mais forte que envergonha, basta ver a repercussão internacional ante os fatos bizarros que a classe política gera diariamente.

     Vemos os mesmos atores maquiados em pleno picadeiro, famintos que sugam dos que não têm, e, o que me causa maior espanto, são religiosos que em nome de Deus afiançam todas as suas iras, ambições e pilantragem nas justificações injuriosas. Vivemos uma Sodoma moderna, que governa este país? A irracionalidade desses que habitam por quatro ou cinco dias semanais, em Brasília, nas suas plenas funções, de não fazer nada em favor do povo, eles perjuram, eles adúlteros e eles incrédulos acima da lei. É vergonhoso no seu final que cada um tenha uma relação de bom moço, bom marido, bom pai, boa esposa.

     Parabenizo a cafetina, pois ela para manter em seu bordel a democracia, ordem e a preferência, tudo isto harmonicamente, é por que o dinheiro é necessário, você recebe o produto para satisfazer suas taras. A corrupção aberta aos olhos de todas sem conchaves bilionários. Brasília é o grande lupanar sustentado pelo povo. Nos prostíbulos o jogo sujo é igualitário na ordem das conveniências circunstanciais.


Antônio Rimar Cavalcante

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Anúncio Google

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas