Doadora de leite é alvo de piadas e ofensas mais uma vez em PE

domingo, 15 de maio de 2016

Pernambucana doou mais de 400 litros de leite materno. (Foto: Ederval Trajano / Acervo pessoal)
Publicidade


Conhecida por já ter doado mais de 400 litros de leite materno, a técnica de enfermagem Michele Rafael Maximino, de 34 anos, é, mais uma vez, alvo de piadas e ofensas. Desde que ganhou na Justiça a ação contra os humoristas Danilo Gentili e Marcelo Mansfield e a Rede Bandeirantes, a pernambucana conta que recebe mensagens, fotos e ligações obscenas nas redes sociais. Em outubro de 2013, Gentili a chamou de “vaca” e a comparou ao ator pornográfico Kid Bengala durante o programa “Agora é Tarde”.

De acordo com Michele, as investidas começaram logo após a decisão do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) de que ganharia uma indenização no valor de R$ 200 mil.

“Como uma simples pessoa, que não é famosa, tem mais de 300 solicitações de amizade por dia? Quando aceito, esse alguém começa a mandar um monte de coisas horríveis. Ficam falando da minha mama, me chamando de gostosa”, conta.

Em alguns casos, os homens chegam a fazer ligações com vídeo durante a madrugada por uma rede social. O que tem tirado o sono da técnica de enfermagem. “Meus pais são doentes e, por isso, durmo com o telefone do lado da minha cama. O telefone toca, penso que é algo sério, atendo e quando vejo é um homem nu”.

Para tentar localizar e garantir que essas pessoas não saiam impunes, Ederval Trajano, marido da pernambucana, resolveu tirar prints das obscenidades. Na sexta-feira (13), o casal foi até a delegacia de Jaboatão dos Guararapes, onde moram, para fazer um Boletim de Ocorrência. Na segunda-feira (16), eles entregarão todo o material recolhido na delegacia de Repressão aos Crimes Cibernéticos, no Recife.

“Chegaram a me oferecer R$ 5 mil para me envolver com eles. Eu não estou arrependida do que fiz [doar leite], mas parece que quando a pessoa faz o bem só vem coisa negativa”, diz Michele indignada.

Doações
Em fevereiro de 2014, Michele Maximino informou que ia se candidatar ao Guinness Book, para ser reconhecida como a maior doadora de leite materno do mundo. Atualmente, o título pertence à norte-americana Karen Merheb que, segundo o Livro dos Recordes, doou 421,2 litros a um banco de leite no Texas (EUA). A pernambucana alcançou a marca de 425,3 litros no fim de fevereiro, ao fazer uma doação de 5,48 litros ao Hospital Agamenon Magalhães, no Recife.

Michele Maximino decidiu ajudar bancos de leite do estado após o nascimento da filha. Além do Agamenon Magalhães, ela enviou o alimento para as maternidades Bandeira Filho, também na capital pernambucana, e Jesus Nazareno, no Agreste, que recebeu a maior quantidade: 387 litros.

Ainda em 2014, o casal e seus filhos deixaram o município de Quipapá, na Zona da Mata de Pernambuco, e se mudaram para o Grande Recife. Segundo eles, o motivo foi o fato de Michele ter virado "chacota" na cidade por causa da piada feita por Gentili. Michele afirmou que passou dias sem conseguir dormir, devido à maneira com que estava sendo tratada na rua, o que prejudicou a sua saúde e o volume das doações de leite.

Fonte: G1 PE




0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



POSTO RIACHUELO EM IRACEMA

ULTRAGAZ EM IRACEMA-CE

ADAS MOTOS EM IRACEMA-CE